[RELEASE] Peça As Aventuras de Maria Malazartes é encenada nesta sexta (17/11) no bairro Topolândia

O espetáculo da Cia. O Castelo das Artes é resultado do Projeto Ademar Guerra, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

 A Cia. Teatral Castelo das Artes apresenta nesta sexta-feira (17/11), às 20h30, no bairro Topolândia, região central de São Sebastião, a abertura do processo de criação da peça “As aventuras e desventuras de Maria Malazartes durante a construção da Grande Pirâmide”.  A apresentação é aberta ao público, gratuita e será realizada na Escola Municipal da Topolândia, como resultado do Programa de Qualificação em Artes – Projeto Ademar Guerra, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, com apoio da prefeitura/Fundass.

Com duração de aproximadamente 50 minutos, o trabalho traz no elenco Henrique Cardim, Jessyca Biazini, André Nunes, Frederico de Campos, Victória Araújo, Mário Farias, Débora Tavares, Douglas de Sousa, e também Iara Dória no apoio técnico. A peça tem orientação artística de Edu Brisa do Projeto Ademar Guerra.

Segundo Henrique Cardim, a peça foi escrita pelo teatrólogo Chico de Assis, em 1966, e foi proibida pela censura. “Décadas depois o tema trazido ainda é muito atual. Com uma forma um pouco irreverente, mesmo se passando no Egito, nós escolhemos trazer a encenação para ritmos e estilos que tivessem identificação com o público, além de levar para espaços alternativos dentro dos bairros para que mais pessoas tivessem acesso ao trabalho”.

Cardim conta que a história se passa na cidade de Mênfis e para resolver a crise do Egito, o Faraó Kéops, por influência de seus ministros, resolve construir uma grande pirâmide para dar trabalho ao povo que está morrendo de fome e atrair o turismo. Maria Malazartes, dona de um cabaré, ganha a concorrência ao oferecer o menor preço para fornecer comida e água aos trabalhadores. Para garantir lucros e enriquecer, Malazartes faz várias tramoias para comprometer a qualidade dos produtos e ter grande influência sobre vida dos egípcios.

Em nome da Cia., Jessyca Biazini agradece a oportunidade de participar do Projeto Ademar Guerra pelo segundo ano e afirma que as orientações trouxeram grande amadurecimento ao grupo. “Quando fomos selecionados dentre diversos grupos do Estado, nós não tínhamos ideia de como seria importante para nosso desenvolvimento artístico. É muito gratificante, pois sabemos que este aprimoramento resulta em melhorar cada vez mais as ações artisticas que oferecemos para toda a população”.

Sobre a Cia. Teatral Castelo das Artes

A Cia. Teatral Castelo das Artes e é a evolução do Grupo Artístico Fazarte, que teve início em 2004. Ao longo destes anos, o grupo já desenvolveu diversos espetáculos teatrais, principalmente falando sobre a cultura tradicional caiçara, além de projetos como a oficina gratuita Esfera Teatral, abertas a todas as idades. Para saber mais acesse www.oCasteloDasArtes.com.

Sobre o Projeto Ademar Guerra

O Projeto Ademar Guerra, realizado pela Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, por meio de contrato de gestão com a Organização Social de Cultura – Poiesis, foi criado em 1997 com o objetivo de propiciar orientação artística a grupos de teatro em atividade no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo. Os artistas-orientadores atuam junto aos grupos selecionados, acompanhando seus projetos de pesquisa e montagem de espetáculos, fortalecendo a produção teatral dessas cidades.

SERVIÇO:

“As aventuras e desventuras de Maria Malazartes durante a construção da grande pirâmide”

Texto: Chico de Assis

Grupo: Cia. Teatral Castelo das Artes

Duração: 50 minutos aproximadamente

Classificação etária: Livre

Ingresso: Gratuito

Dia: 17 de novembro de 2017

Hora: 20h30

Local: Escola Municipal da Topolândia

Endereço: Av. Prof. José Machado Rosa, 1113, Topolândia, região central de São Sebastião

Mais informações: (12) 98232.6922, www.facebook.com/oCasteloDasArtes e www.oCasteloDasArtes.com.

 

 

 

Anúncios

[RELEASE] Teatro Municipal recebe “Mitos e Lendas de São Sebastião” em comemoração ao mês do folclore

O Núcleo “Caiçaras: o povo do mar”, da Cia. O Castelo das Artes, apresenta a peça “Mitos e Lendas de São Sebastião”, na segunda-feira (7/8), às 20h, no Teatro Municipal de São Sebastião, em comemoração ao mês do folclore. As histórias contadas e cantadas têm classificação livre. Segundo os integrantes do grupo, o ingresso tem o preço único de R$ 5 com o objetivo de incentivar a formação de público e facilitar o acesso à arte e cultura.

O espetáculo traz no elenco Henrique Cardim, Jessyca Biazini, André Nunes, Mário Farias e Vick Araujo, bem como Fredy Campos e Douglas de Souza na iluminação e sonoplastia, respectivamente.

Segundo Henrique Cardim, o objetivo da apresentação é valorizar a cultura caiçara. “Reunimos as mais conhecidas lendas e mitos de São Sebastião, entre elas, A Lenda do Amor, A Lenda do Boi que Falou, O Dia que o Santo Pecou, como também contos de lobisomem, de escravos, de pescador, entre outros”, afirma.

Cardim completa que para mostrar a simplicidade dos modos de viver, falas e costumes são usados sotaques e expressões antigas da região e que se perderam com o tempo. “De forma lúdica e divertida resgatamos histórias contadas por caiçaras, passadas de pais para filhos, registradas em livros, e que não podemos deixar cair no esquecimento”, conclui.

Esta apresentação conta com apoio da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur) e da Fundação Educacional e Cultural Deodato Santana (Fundass) e os ingressos podem ser reservados por telefone ou adquiridos na bilheteria do Teatro no dia da apresentação, a partir das 14h. O Teatro Municipal fica na Avenida Doutor Altino Arantes (Rua da Praia), 2, Centro Histórico de São Sebastião. Mais informações pelo (12) 98232.6922, ou castelodasartes@hotmail.com.brwww.ocastelodasartes.com e www.facebook.com/oCasteloDasArtes.

[RELEASE] “O dia que eu peguei o lobisomem” abre mês do folclore no Teatro de São Sebastião

A comédia retrata o folclore nacional dentro da cultura caiçara e é encenada a preço popular de R$ 5,00

Quem nunca ouviu uma boa história de lobisomem? Para quem já escutou e quer mais ou para aqueles que estão curiosos para conhecer, os integrantes do Projeto Esfera Teatral da Cia. O Castelo das Artes apresentam a peça “O dia que eu peguei o lobisomem”, no próximo dia 02/08 (quarta-feira), às 20h, no Teatro Municipal de São Sebastião. Com ingresso a R$ 5,00 e classificação livre, o espetáculo une as pesquisas do grupo sobre o universo caiçara e o famoso personagem do folclore brasileiro.

“O dia que eu peguei o lobisomem”, que conta a história de um jovem caiçara criado na capital e que não acredita nos causos que seu avô conta, traz no elenco os estudantes do Projeto Esfera Teatral para finalização do segundo módulo do curso, bem como os atores do núcleo estável da Companhia. Em cena estão Henrique Cardim, André Nunes, Iara Doria, Douglas de Souza, Vitoria Santos, Vick Araújo e Mário Faria; e a parte técnica conta com Fredy Campos, na sonoplastia, e Debora Tavares, na iluminação.

O narrador traz para a trama dois senhores caiçara, Bidico e Maneco, que adoram contar histórias de lobisomem. Porém, Ramiro, filho de Bidico, cansado de não conseguir emprego no litoral, se muda com o filho recém nascido para a capital. Já adolescente, Julinho volta para beira mar e não consegue acreditar nas histórias que os mais antigos contam.

Para “pregar uma peça” no avô, Julinho compra uma roupa de lobisomem, mas mal sabe ele os apuros que essa brincadeira o levará. Segundo Henrique Cardim, diretor da peça, a ideia é divertir e tirar muitas risadas a plateia, bem como valorizar e recordar o folclore brasileiro e a cultura caiçara.

Os ingressos podem ser reservados por telefone ou adquiridos na bilheteria do teatro no dia da apresentação. O Teatro Municipal fica na Avenida Doutor Altino Arantes (Rua da Praia), 2, Centro Histórico de São Sebastião. Mais informações pelo (12) 98232.6922, castelodasartes@hotmail.com.brwww.ocastelodasartes.com, ou www.facebook.com/oCasteloDasArtes.

[RELEASE] Teatro Municipal recebe peça infantil “Zezinho na Palhaçolândia” dia 26/7

Para que as crianças possam aproveitar as palhaçadas dos palhaços sem medo e se divirtam sempre com a arte circense, o Castelo das Artes traz a peça “Zezinho na Palhaçolândia”. A encenação infantil estará no palco do Teatro Municipal de São Sebastião na quarta-feira (26), às 20h, com ingresso a preço popular de R$ 5,00.

A peça foi criada através da observação do próprio autor, Henrique Cardim, da reação das crianças quando se deparavam com clowns. O enredo conta a história de um menino que gostaria de se tornar um palhaço. Durante esta busca, ele pede a ajuda das crianças para que conseguir tornar o sonho em realidade e, com isso, elas o ajudam em toda a trajetória e conhecem vários momentos e ações do universo circense.

Durante a história, a peça se transforma em um pequeno “show”, que inclui malabarismo, bufonaria, entre outras formas de contato com as artes por meio das brincadeiras de Zezinho.

Para Cardim, o espetáculo veio com muita diversão mostrar o universo do palhaço, bem como trazer para a plateia a consciência de que ser palhaço é uma profissão muito bonita, uma escolha que exige muita sensibilidade e amor, e não tem porque ter medo.

Este trabalho já circulou por diversas creches e demais unidades de educação infantil pelo projeto “Arte em todo canto”, do Castelo das Artes, e tem agradado crianças e educadores. Esta ação consiste em levar para dentro do ambiente escolar, e outros espaços alternativos, apresentações para aproximar as pessoas da arte e da cultura tornando-os apreciadores e formadores de opinião em suas comunidades.

Esta apresentação conta com apoio da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur) e da Fundação Educacional e Cultural Deodato Santana (Fundass) e os ingressos podem ser reservados por telefone ou adquiridos na bilheteria do Teatro no dia da apresentação, a partir das 14h. O Teatro Municipal fica na Avenida Doutor Altino Arantes (Rua da Praia), 2, Centro Histórico de São Sebastião. Mais informações pelo (12) 98232.6922, ou castelodasartes@hotmail.com.brwww.ocastelodasartes.com e www.facebook.com/oCasteloDasArtes.

O Castelo das Artes se apresenta amanhã (19/4) em Ubatuba!

O evento Folclore em Cena é realizado entre 17 e 23 de abril e a Cia. Teatral integra a programação com a peça Mitos e Lendas Caiçara

 

A Cia. Teatral Castelo das Artes, que conta com artistas de São Sebastião e Ilhabela, se apresenta em Ubatuba, no Folclore em Cena, na próxima quarta-feira (19/4), às 9h30. O grupo apresenta a peça “Mitos e Lendas Caiçara” na abertura do “Encontro Regional de Artistas, Produtores e Gestores de Cultura do Litoral Norte e Vale do Paraíba”, que integra a programação do evento realizado entre 17 e 23 de abril, na Praça de Eventos localizada na Avenida Iperoig.

A programação do evento ainda conta com tenda de troca de livros, contação de histórias, música, palestras, oficinas e outras atrações que já passaram por municípios do interior de SP e agora chegam a Ubatuba com todas as atividades gratuitas. Confira a programação completa do evento no cartaz ou no site www.fundart.com.br.

O projeto é uma realização do Ministério da Cultura e Associação de Gestão Cultural no Interior Paulista “Prof. Gilberto Morgado” (AGCIP), através da Lei Rouanet, com patrocínio do Açúcar Caravelas – Grupo Colombo e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Ubatuba, da FundArt e da Seth Assessoria.

Mitos e Lendas Caiçara

Há mais de oito anos, a Cia. Teatral reúne lendas, mitos e causos caiçara, como A Lenda do Amor, A Lenda do Boi que Falou, O Dia que o Santo Pecou, contos de lobisomem, de escravos, de pescador, entre outros, e monta repertórios variados para diferentes apresentações. O trabalho artístico visa mostrar a simplicidade dos modos de viver, falas e costumes, como sotaques e expressões antigas da região, que se perderam com o tempo.

Com duração de aproximadamente 50 minutos e classificação livre, a peça traz no elenco os artistas Henrique Cardim, Jessyca Biazini, Vick Araújo, André Nunes e Mário Farias e na parte técnica Fredy Campos. “São histórias que marcaram a memória do povo do litoral, passadas de pais para filhos, registradas em livros, e que não podem cair no esquecimento”, destaca Henrique. Quem quiser conhecer mais o trabalho do grupo acesse www.facebook.com/ocastelodasartes.

Mais atrações

Entre as atrações está o lançamento do projeto “Tekoa Jaexaa Porã – Alma Viva Guarani”. O CD encanta com as músicas tradicionais da comunidade que vive no sertão Prumirim, indígenas da aldeia Boa Vista em Ubatuba, que ocorre também na quarta-feira (19). Os dois corais, Xondaro Mirim Mborai e Nhamandu Nhemopuã, se apresentam a partir das 14h.

A noite da quinta-feira (20) será animada com o grupo Fandango Caiçara, de Ubatuba, com a Dança do Boi, além do grupo cultural O Grito de Maria e da dupla Nako e Rafael. Já na sexta (21), às 19h, será realizada a palestra “Nós Somos a Cultura”, com o Prof. Dr. Dagoberto José Fonseca, da Unesp de Araraquara. Em seguida, terá apresentação do Palhaço Foka, a Congada de Bastões de São Benedito do Puruba e o encerramento fica por conta da Bateria GRESMAI do Itaguá.

No sábado (22), o Folclore em Cena traz ao público o Grupo Cencertada, o show da cantora e compositora Jordana e encerra com Chambinho do Acordeon, músico que interpretou Luiz Gonzaga no cinema, na película Gonzaga de Pai para Filho.

O evento também traz na programação: o projeto Abayomi Encantado, as contadoras Mariza Taguada, Cláudia Oliveira, o Palhaço Pilequinho – “SeuCaradeBolacha”, o Musical Festa no Lixão, a Cia Fulô com intervenções artísticas, o cineclube e a oficina de areiaografia (técnica dos “tapetes de Corpus Christi”), que será ministrada pelo artista plástico Elio Floriano, de Matão, interior de São Paulo.

Serviço:

Festival Folclore em Cena – Etapa Ubatuba

Data: 17 a 23 de abril

Local: Praça de Eventos (Av. Iperoig)

Entrada: gratuita

Programação completa: http://www.fundart.com.br

 

Mais de 1 tonelada de alimentos arrecadados nas apresentação dos Mitos e Lendas nesta quinta-feira (6)

O Castelo das Artes contou com mais de mil pessoas que doaram alimentos às vítimas das enchentes que ocorreram em São Sebastião. A arrecadação veio por meio dos ingressos para assistir ao espetáculo “Mitos e Lendas de São Sebastião” da Cia. Teatral, em cinco apresentações nesta quinta-feira (6), no Teatro Municipal de São Sebastião. Ao todo foram 5 apresentações, sendo duas sessões extra.

O Castelo das Artes agradece a todas as escolas (diretores, coordenadores, professores, alunos) e também ao público em geral, que participaram da ação e foram fundamentais para este resultado maravilhoso. 🙏

Os artistas Henrique Cardim, Jessyca Biazini, Viih’k Araújo, Mário Farias, André Luiz Nunes de Carvalho e Fredy Campos ficaram muito felizes com o resultado da ação voluntária do O Castelo das Artes, realizada em parceria com o Fundo Social de Solidariedade de São Sebastião e a Fundação Educacional e Cultural Deodato Santana. Agradecemos também aos funcionários do Teatro Municipal pelo apoio e ao técnico Pedro pelo suporte total durante o evento. 💜💛💚

Foto Marcos Bonello PMSS

 

[RELEASE] O Castelo das Artes traz histórias caiçara ao palco do Teatro Municipal de São Sebastião

Em parceria com o Fundo Social, as apresentações são uma ação para arrecadar doações às vítimas das enchentes

Em parceria com o Fundo Social de Solidariedade e a Fundação Educacional e Cultural Deodato Santana, a Cia. Teatral O Castelo das Artes traz a peça “Mitos e Lendas de São Sebastião” ao palco do Teatro Municipal. As apresentações são às 10h, 15h e 20h do dia 6 de abril e fazem parte de uma ação social para arrecadar doações às vítimas das enchentes que ocorreram no mês de março. O ingresso pode ser trocado por alimento não perecível (arroz, feijão, macarrão ou óleo) no dia do evento.

Com duração de 50 min aproximadamente e classificação livre, a peça traz no elenco os artistas Henrique Cardim, Jessyca Biazini, Vick Araújo, André Nunes e Mário Farias e trabalha a valorização da Cultura Tradicional Caiçara. “São histórias que marcaram a memória do povo do litoral, passadas de pais para filhos, registradas em livros, e que não podem cair no esquecimento”, destaca Cardim.

Há mais de oito anos, a Cia. reúne lendas, mitos e causos caiçara, como A Lenda do Amor, A Lenda do Boi que Falou, O Dia que o Santo Pecou, contos de lobisomem, de escravos, de pescador, entre outros, e monta repertórios variados para diferentes apresentações. O trabalho artístico visa mostrar a simplicidade dos modos de viver, falas e costumes, como sotaques e expressões antigas da região, que se perderam com o tempo.

O Castelo das Artes

Com mais de 12 anos de atuação no Litoral Norte, a Cia. Teatral O Castelo das Artes, de São Sebastião, integra o Programa de Qualificação em Artes – Projeto Ademar Guerra, da Secretaria de Estado da Cultura, pelo segundo ano consecutivo. No processo, desenvolveu o espetáculo “Caiçaras: o povo do mar”, apresentado em 2016.

O grupo, que também conta com artistas de Ilhabela, ainda trabalha ações de formação de público, como o projeto “Teatro Popular Adoçando Sua Vida”. Com diversas peças no currículo, a Cia. Teatral ainda circula desde 2009 com a estátua viva “O pescador”, valorizando os modos de pesca tradicional, e também oferece oficinas teatrais gratuitas em São Sebastião.

Mais informações: (12) 98232.6922, castelodasartes@hotmail.com.br, http://www.ocastelodasartes.com ou http://www.facebook.com/oCasteloDasArtes.

Enchentes

De acordo com a Defesa Civil de São Sebastião, foram diversas ocorrências nas três regiões da cidade, em razão das fortes chuvas de março, sendo os bairros da Costa Sul os mais atingidos pelas chuvas entre os dias 17 e 20. A situação mais preocupante foi em Barra do Una, onde a passarela do Rio Una, já interditada anteriormente, foi levada força da correnteza.

Ainda segundo a Defesa Civil, no período ocorreram diversos alagamentos, quedas de árvores, uma queda de poste com energização elétrica da via, deslizamentos de terra, erosões e quedas de muros residenciais na cidade. A Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Humano (Setradh) também informou que as chuvas deixaram 13 famílias desalojadas no momento das ocorrências.

“Sabemos que nestes casos pode levar muitos meses para uma família recuperar o que perdeu e muitas vezes fica difícil manter o básico, como alimentação e higiene. É muito importante o trabalho do Fundo Social e da Setradh neste período para garantir a dignidade e a reestruturação destas famílias. Estamos felizes em ajudar”, completa o artista Cardim.

Mais uma etapa concluída no processo de seleção do Projeto Ademar Guerra

Após ser selecionada novamente para integrar o Programa de Qualificação em Artes – Projeto Ademar Guerra 2017, da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo, a Cia. Teatral O Castelo das Artes consegue a contrapartida da Prefeitura de São Sebastião para a capacitação e completa a segunda etapa do edital.

No ano passado, a Cia. O Castelo das Artes participou do Projeto Ademar Guerra com o foco de estudar a cultura tradicional caiçara e realizar apresentações em espaços alternativos. Um ano de muito aprendizado e amadurecimento que também contou com a parceria da Prefeitura de São Sebastião/Sectur junto ao Programa e resultou no espetáculo “Caiçara: o povo do mar”, apresentado gratuitamente na cidade.

PROJETO ADEMAR GUERRA
O Projeto Ademar Guerra foi criado em 1997 com o objetivo de propiciar orientação artística a grupos de teatro em atividade no interior, litoral e regiões metropolitanas do Estado de São Paulo para valorização dos grupos, fomentando a formação de público e a vida cultural das comunidades, fortalecendo assim a produção cultural destas cidades.

DIVULGANDO AS OFICINAS
Outra coisa: O melhor de aprimorar os conhecimentos é poder compartilhar o que se aprende e se conquista com a comunidade. O Castelo das Artes segue em 2017 com a oficina Esfera Teatral, agora com muito mais bagagem para dividir com quem quer viver o teatro. Quer saber mais é só acessar nosso site www.ocastelodasartes.com.

Cia. Teatral O Castelo das Artes se apresenta durante Festival Gastronômico Caiçara de São Sebastião

A Cia. Teatral O Castelo das Artes se apresenta durante o Festival Gastronômico Caiçara, realizado pela Prefeitura de São Sebastião. O evento traz a culinária tradicional e diversas atrações para os moradores e turistas que estiverem na Rua da Praia de 16 a 19 de março. Todos as noites, o artista Henrique Cardim fará a performance “O pescador” e, nas tardes de quinta e sábado, intervenções artísticas com a contação dos Mitos e Lendas da cidade serão realizadas junto aos atores Jessyca Biazini, André Nunes, Mario Farias e Vick Araujo.

O evento, que comemora o Dia do Caiçara, celebrado 15 de março, traz chefes de cozinha que irão ensinar ao vivo receitas da culinária tradicional caiçara, como o famoso Peixe Azul Marinho. O evento é aberto ao público e terá sete estandes que venderão comidas e bebidas típicas da região. Quatro espaços também serão disponibilizados para a venda de artesanatos caiçara.

O Festival também conta com o Palco Caiçara que traz na programação: o trançado de taboa, confecção de panela de barro, de rede de pesca, de canoa, cunhagem em caxeta, além de show musical e contação de causos e histórias caiçaras com a professora Neide Palumbo.

O palco principal do evento terá apresentações de orquestras:
Dia 16/03 (quinta) – às 20h: Orquestra Jazz Sinfônica
Dia 17/03 (sexta) – às 20h: Coral Canto Nobre
Dia 18/3 (sábado) – às 19h: Banda Sinfônica de Taubaté
Dia 18/3 (sábado) – às 21h – Banda Nacional do Exército da Salvação, Coral do Exército da Salvação e Coral Jubilosos da Igreja Assembleia de Deus
Dia 19/03 (domingo) – a partir das 17h – Banda Marcial Municipal de São Sebastião (BAMMUSS) e Banda Municipal Manoel Ladislau de Mattos

Cia. O Castelo das Artes é selecionada no Projeto Ademar Guerra 2017

A Cia. Teatral O Castelo das Artes foi selecionada novamente para integrar o Programa de Qualificação em Artes – Projeto Ademar Guerra 2017, da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo. A primeira fase do edital foi aprovada e agora o grupo está na segunda fase, onde aguarda a parceria com a Prefeitura de São Sebastião com o Programa, para poder receber os benefícios desta capacitação profissional.

Quando fazemos o que amamos o resultado é gratificante. No ano passado, a Cia. participou do projeto com o foco de estudar a cultura tradicional caiçara e realizar apresentações em espaços alternativos. As fotos retratam a apresentação da finalização do Programa de Qualificação em Artes – Ademar Guerra 2016 – da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo. Um ano de muito aprendizado e amadurecimento que contou com a parceria da Prefeitura de São Sebastião/Sectur. Espetáculo “Caiçara: o povo do mar” apresentado gratuitamente na cidade.

Outra coisa: O melhor de aprimorar os conhecimentos é poder compartilhar o que se aprende e se conquista com a comunidade. O Castelo das Artes segue em 2017 com a oficina Esfera Teatral, agora com muito mais bagagem para dividir com quem quer viver o teatro. Quer saber mais é só acessar nosso site www.ocastelodasartes.com.

Este slideshow necessita de JavaScript.