Arquivos do Blog

[RELEASE] Peça As Aventuras de Maria Malazartes é encenada nesta sexta (17/11) no bairro Topolândia

O espetáculo da Cia. O Castelo das Artes é resultado do Projeto Ademar Guerra, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

 A Cia. Teatral Castelo das Artes apresenta nesta sexta-feira (17/11), às 20h30, no bairro Topolândia, região central de São Sebastião, a abertura do processo de criação da peça “As aventuras e desventuras de Maria Malazartes durante a construção da Grande Pirâmide”.  A apresentação é aberta ao público, gratuita e será realizada na Escola Municipal da Topolândia, como resultado do Programa de Qualificação em Artes – Projeto Ademar Guerra, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, com apoio da prefeitura/Fundass.

Com duração de aproximadamente 50 minutos, o trabalho traz no elenco Henrique Cardim, Jessyca Biazini, André Nunes, Frederico de Campos, Victória Araújo, Mário Farias, Débora Tavares, Douglas de Sousa, e também Iara Dória no apoio técnico. A peça tem orientação artística de Edu Brisa do Projeto Ademar Guerra.

Segundo Henrique Cardim, a peça foi escrita pelo teatrólogo Chico de Assis, em 1966, e foi proibida pela censura. “Décadas depois o tema trazido ainda é muito atual. Com uma forma um pouco irreverente, mesmo se passando no Egito, nós escolhemos trazer a encenação para ritmos e estilos que tivessem identificação com o público, além de levar para espaços alternativos dentro dos bairros para que mais pessoas tivessem acesso ao trabalho”.

Cardim conta que a história se passa na cidade de Mênfis e para resolver a crise do Egito, o Faraó Kéops, por influência de seus ministros, resolve construir uma grande pirâmide para dar trabalho ao povo que está morrendo de fome e atrair o turismo. Maria Malazartes, dona de um cabaré, ganha a concorrência ao oferecer o menor preço para fornecer comida e água aos trabalhadores. Para garantir lucros e enriquecer, Malazartes faz várias tramoias para comprometer a qualidade dos produtos e ter grande influência sobre vida dos egípcios.

Em nome da Cia., Jessyca Biazini agradece a oportunidade de participar do Projeto Ademar Guerra pelo segundo ano e afirma que as orientações trouxeram grande amadurecimento ao grupo. “Quando fomos selecionados dentre diversos grupos do Estado, nós não tínhamos ideia de como seria importante para nosso desenvolvimento artístico. É muito gratificante, pois sabemos que este aprimoramento resulta em melhorar cada vez mais as ações artisticas que oferecemos para toda a população”.

Sobre a Cia. Teatral Castelo das Artes

A Cia. Teatral Castelo das Artes e é a evolução do Grupo Artístico Fazarte, que teve início em 2004. Ao longo destes anos, o grupo já desenvolveu diversos espetáculos teatrais, principalmente falando sobre a cultura tradicional caiçara, além de projetos como a oficina gratuita Esfera Teatral, abertas a todas as idades. Para saber mais acesse www.oCasteloDasArtes.com.

Sobre o Projeto Ademar Guerra

O Projeto Ademar Guerra, realizado pela Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, por meio de contrato de gestão com a Organização Social de Cultura – Poiesis, foi criado em 1997 com o objetivo de propiciar orientação artística a grupos de teatro em atividade no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo. Os artistas-orientadores atuam junto aos grupos selecionados, acompanhando seus projetos de pesquisa e montagem de espetáculos, fortalecendo a produção teatral dessas cidades.

SERVIÇO:

“As aventuras e desventuras de Maria Malazartes durante a construção da grande pirâmide”

Texto: Chico de Assis

Grupo: Cia. Teatral Castelo das Artes

Duração: 50 minutos aproximadamente

Classificação etária: Livre

Ingresso: Gratuito

Dia: 17 de novembro de 2017

Hora: 20h30

Local: Escola Municipal da Topolândia

Endereço: Av. Prof. José Machado Rosa, 1113, Topolândia, região central de São Sebastião

Mais informações: (12) 98232.6922, www.facebook.com/oCasteloDasArtes e www.oCasteloDasArtes.com.

 

 

 

Anúncios

[RELEASE] “Caiçaras: o povo do mar” é encenado neste sábado (5/11) em São Sebastião

O trabalho da Cia. Teatral Castelo das Artes é resultado do Projeto Ademar Guerra de Qualificação em Artes

ensaio-caicaras-o-povo-do-mar-foto-castelo-das-artes

A Cia. Teatral Castelo das Artes apresenta neste sábado (5/11), às 20h, no prédio da Secretaria de Cultura e Turismo de São Sebastião (Sectur), no Centro, a abertura do processo de criação da peça “Caiçara: o povo do mar”.  A apresentação é resultado do Projeto Ademar Guerra do Programa de Qualificação em Artes, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, e conta com apoio da Sectur. Os recortes das cenas foram inspirados em pesquisas e depoimentos sobre a cultura tradicional.

Com duração de aproximadamente 50 minutos, o trabalho traz no elenco Henrique Cardim, Jessyca Biazini e Juliana Raia. O projeto artístico “Caiçaras: o povo do mar” contou com orientação de Johnny Faustino, de abril a outubro deste ano, e de Maurício Perussi, que acompanhou a direção final da obra, ambos do Projeto Ademar Guerra. Gratuito e para todas as idades, 50 pessoas poderão assistir o trabalho e quem quiser reservar o ingresso pode entrar em contato com o Castelo das Artes pelo www.facebook.com/oCasteloDasArtes, ou ligar para (12) 98232.6922, mas também pode adquirir 30 minutos antes da apresentação.

Segundo os atores, a encenação utiliza uma montagem totalmente diferente do que está Cia. Teatral já utilizou, com foco na diversidade simbólica e levando o Castelo das Artes para “navegar em mares desconhecidos”. “Focamos na construção das cenas com elementos do cotidiano do caiçara tradicional e com base em transformações históricas e sociais. Nós buscamos os modos e costumes, que estão a cada dia caindo no esquecimento, e também trazer as belezas e as dificuldades de se viver à beira mar”, explica Jessyca.

Henrique agradece a oportunidade de participar do Projeto Ademar Guerra e afirma que as orientações trouxeram grande amadurecimento a Cia. Teatral. “Tudo que passamos potencializou nosso fazer artístico. Quando passamos pelas etapas de seleção, dentre diversos grupos do Estado, não tínhamos ideia de como seria importante para nosso desenvolvimento. Agradeço a secretária de Cultura, Marianita Bueno, por ter acreditado em nosso trabalho e cedido à contrapartida para que pudéssemos receber os orientadores em nossa cidade e, em especial, a todos os caiçaras que dividiram com a gente um pouco de suas histórias”, completa Cardim.

Após a apresentação, a Cia. Teatral Castelo das Artes organizou uma conversa com o público sobre o espetáculo. “Podemos dizer que este é o primeiro capítulo do processo de elaboração do espetáculo e é muito importante para o desenvolvimento do trabalho ouvir as impressões e contribuições da plateia. Sabemos que vamos receber caiçaras e pessoas que escolheram vir morar a beira mar, e isso constrói uma diversidade de olhares”, finaliza Jessyca.

Durante o processo de pesquisa, a Cia. Teatral também contou com ajuda do Centro Cultural São Sebastião Tem Alma e do Departamento de Patrimônio Histórico (Deppat), que disponibilizaram os acervos de livros e vídeos para consulta. E para a apresentação tem o apoio de Edivaldo Nascimento que cedeu parte do acervo fotográfico.

Sobre a Cia. Teatral Castelo das Artes

A Cia. Teatral Castelo das Artes e é a evolução do Grupo Artístico Fazarte, que esteve ativo de março de 2004 a novembro de 2011. Fundada em 08 de março de 2012, a Cia. já desenvolveu diversos espetáculos teatrais. A pesquisa da cultura caiçara teve início em 2009, com a produção da estátua viva “O pescador”, apresentado nas ruas de São Sebastião e Ilhabela. Ainda dentro do universo caiçara, o Castelo das Artes está com as peças “Mitos e Lendas de São Sebastião” e “O dia que eu peguei o lobisomem”. Outro projeto da Cia. Teatral é a oficina gratuita Esfera Teatral, todas as quintas-feiras, no Centro de São Sebastião. Para saber mais acesse www.oCasteloDasArtes.com.

Sobre o Projeto Ademar Guerra

O Projeto Ademar Guerra, realizado pela Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, por meio de contrato de gestão com a Organização Social de Cultura – Poiesis, foi criado em 1997 com o objetivo de propiciar orientação artística a grupos de teatro em atividade no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo. Esta ação se dá por meio da contratação de artistas-orientadores para atuarem junto aos grupos selecionados, acompanhando seus projetos de pesquisa e montagem de espetáculos, fortalecendo a produção teatral dessas cidades.

SERVIÇO:

“Caiçaras: O povo do mar”

Duração: 50 minutos aproximadamente

Classificação etária: Livre

Ingresso: Gratuito

Dia: 5 de novembro de 2016

Hora: 20h

Local: Início em frente a entrada da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur)

Endereço:  Av. Dr. Altino Arantes (Rua da Praia), 174Centro Histórico de São Sebastião

Mais informações: (12) 98232.6922, www.facebook.com/oCasteloDasArtes e www.oCasteloDasArtes.com.